sábado, 16 de outubro de 2010

Agora Nunca Se Sabe


para Natália Bayeh
Agora nunca se sabe se o final está onde almeja minha visão.
Na profundeza desses olhos caio sem pudor em imensidão.
E se a verdade sai rasgando o céu, devastador é meu punhal.
Não enraízo em solo fértil palavras volúveis em meio ao vendaval.
Olho ao redor , sofro ausência e passagem,
Cá pra dentro sangue que transborda displicente a sua vontade.
(Bruno Tadeu Lopes)


(Xeque Mate - Canastra)

4 comentários :

Valéria Gomes disse...

Gosto da tua intensidade.

Beijos de passarinho!!!

Francisco Martins disse...

Lindo como sempre! Você escreve muito bem mesmo.
Obrigado pelos seus comentários no meu blogue :)

Fico contente que tenha gostado das músicas da Dulce Pontes, ela é uma das minhas cantoras preferidas.

Numa das suas músicas ela interpreta um poema de Fernando Pessoa: O Infante:

http://www.youtube.com/watch?v=Hr9sTxkO2xw


Deixo mais algumas músicas de que gosto muito:


http://www.youtube.com/watch?v=_pzQSkZwBjE

http://www.youtube.com/watch?v=RA7Zp0S5Jm4

http://www.youtube.com/watch?v=-c9K5z8ShHM


Não sei se conhece a música de Marisa, mas deixo aqui tambéma estas músicas:

http://www.youtube.com/watch?v=LTvjdkvDZHs

http://www.youtube.com/watch?v=9e0SfMKyPAE

Natália Bayeh disse...

Como já te disse, é uma honra que uma de minhas fotografias sirva de ilustração pra um texto tão belo.

Alem de poeta você é um excelente leitor, consegue enxergar o que poucos vêem!

beijos!

Bruno Tadeu disse...

Obrigado Valéria ;)
Um beijo com toda minha intensidade!!!

Francisco, muito obrigado. Que bom que você gosta da minha arte, assim como eu adoro a que você faz de forma maravilhosa e inspiradora.
Adorei as músicas sim rs
Suas dicas musicais me pegaram no ponto fraco. Estou louco para conhecer mais. Dulce Pontes ganhou mais um admirador, ela tem uma
voz muito bela. Peguei o livro de Fernando Pessoa para acompanhar o poema musicado rs. é mesmo lindo.
Depois te passo as dicas brasileiras ;)

Natália, sua imagem é que traz tanta beleza.
Meu texto não poderia estar melhor ilustrado.
Desde que te conheci, sua personalidade me inspirou muito. Então, em cada entrelinha você também está presente, assim como todos que admiro.
Também fico honrado. Obrigado.

Assim como a caneta não escreve por mim, meus olhos não interpretam o que leio. Tudo parte de uma intensidade interior. Assim poderemos entender melhor o que o mundo despe a nossa frente ;)
Obrigado mais uma vez ...

Beijos!!!