sábado, 28 de agosto de 2010

Solidão


Ah, existência desse dia que me arranca cá de dentro essa agonia. Que me expõem ao sofrimento de uma noite fria na solidão maldita. Longe de ti, onde os pensamentos me espantam a alegria, imagino sua presença, seu perfume enlaçando nossos braços, encontrando nossa harmonia. Por que tão sozinho me quis esse dia? Tempo, sopre para longe minha tristeza e faça girar a bailarina.
(Bruno Tadeu Lopes)

(Salto No Vácuo Com Joelhada - Curumin)

6 comentários :

Verônica Heiss disse...

sempre tive uma ideia de solidão vinda das imagem da bailarina, e seu post me expressou exatamente isso... bonito! obrigada pela visita (:

Valéria Gomes disse...

Belíssimo!!! Muitas saudades do teu pensar!!!

Beijos de passarinho!!!

Bruno Tadeu disse...

Temos o mesmo pensar. Obrigado pelo carinho ,Verônica.Suas postagens também me expressam muito. Grato pela sua visita também.

Obrigado, Valéria. Também sinto saudades do teu. Infelizmente tenho tido muito pouco tempo livre para me deleitar em nossos pensamentos.
Beijos meus também voam feito passarinho para ti.

Francisco Martins disse...

Muito bonito, como sempre :)

Bruno Tadeu disse...

Obrigado, Francisco. Eu estava um pouco sem tempo, mas agora estou mais livre e já já passo no seu blog pra ver sua arte que também é sempre muito bonita ;)

Valéria Gomes disse...

Sai prá lá solidão!!! Que a bailarina esteja sempre a girar!!!

Beijo apertadinho de saudade no coração!!!