sábado, 14 de agosto de 2010

Infância da Alma


A vida é a infância da alma...Um pássaro que voa sem volta de estações


(Paciência-As Chicas)

O texto abaixo é um comentário meu feito no blog Black & White da Mona Lisa para uma postagem dela (Isto Deixou-Me A Pensar...) do mês passado (Julho). Ao me responder ela diz que eu deveria fazer de meu comentário um post. Pois bem, aí está. Gostei da idéia e assim fiz.

O bom é que a inteligência nunca vai me cegar por completo, diferente da ignorância.
Sempre haverá um fecho de luz que me indicará onde ficam todos os medos, desvios e coragens bem iluminados... é só escolher. Quero fazer tanto, tenho mais sonhos do que deveria ser permitido, mas não tenho medo de revelá-los.
Tenho muitos motivos para me esconder, fechar os olhos e me perder em caminhos desconhecidos, sem saber para onde ir. Mas quero pegar o vento de frente, quero enfrentar a fúria de um mar se for preciso. Ampliar meu horizonte, minha cultura, minha inteligência, só ampliaram meu amor pela vida que terei. Saberei o que fazer, mesmo não sendo de imediato. Saberei qual caminho seguir, mesmo sendo muitos até o indicado a ser considerado como certo. E vou percorrer o máximo que minha alma agüentar carregar essa carcaça. Não vou me desorientar pois minha bússola fica entranhada em meus olhos.
“Mr. Play It Safe was afraid to fly”?!
Eu mergulhei no abismo para alcançar ventos intensos até um rio desgovernado. A selvageria da minha inteligência tornou tudo tão simples quando percebi a infância que é a vida. Um instante breve e necessário, onde não vejo tempo para o poder, para a guerra, só vejo certo um fim misterioso no sopro da tão sonhada vida. Vou voando como um pássaro, sem volta de estações. Sou como quem está encharcado no temporal e abre os braços para sentir toda a chuva escorrer pelo seu corpo.A inteligência me leva a extremos picos de satisfação. A vida será sempre incompleta, por isso não colocarei ponto final na minha história, sem medo de não concluir o que deveria ser feito, pois sou feliz.



3 comentários :

Valéria Gomes disse...

Lindo!!! A tua felicidade me contagiou!!!

Beijos de contentamento!!!

Valéria Gomes disse...

Lindo!!! A tua felicidade me contagiou!!!

Beijos de contentamento!!!

Bruno Tadeu disse...

Transmitir algo de bom é uma das melhores sensações de felicidade que tenho. Beijos, Valéria!!!