terça-feira, 13 de julho de 2010

Por Onde Não Se Vê


Por trás dos meus passos a poeira escondeu o que você falou.
Eu abro meus braços e me rasgo, pétala por pétala feito flor.
Um acontecimento não é o meu exato, não foi como você imaginou.
Não vá mergulhar em teus sonhos fotográficos e queimar tudo depois.
Ao conversar apague a luz e veja que a mágoa não se dissolve onde há dor.
O tempo nem sempre é passado, bloqueie o retorno onde você me encontrou.
Não são contos de fada, não faz mais sentido palavras descobertas no frio do amor.

(Bruno Tadeu Lopes)
-------------------------------------------------------------------------------------------------

(Boston - Augustana)

-------------------------------------------------------------------------------------------------
Foto: Antônio Husadel
Modelo:
Patrícia Monteiro
Revista Nua

4 comentários :

Valéria Gomes disse...

Uau!!! A intensidade passou por aqui e deixou visível os seus rastros!!!

Bitoca no coração!!!


P.S."Essa música é linda!!!"

Bruno Tadeu disse...

Que esses rastros possam nunca se apagar, Valéria, e sejam sempre intensos quando se encontrar em nossos passos.

Muitas bitocas no seu coração

Obrigado por estar sempre tão perto diante de qualquer distância.

Gosto muito da música. Linda.

Sylvia Araujo disse...

E ainda tem gente que não entende...

Ótimo!

Beijoca

Bruno Tadeu disse...

Mas bastará os que entenderem e algo mais será especial, feito nossas vidas em diversas interpretações.
Muito obrigado, Sylvia, por estar aqui presente.

Beijocas!