sexta-feira, 26 de março de 2010

SONHOS D’ALVORECER


A cada passo que dou aumenta a espiral.
A cada pensamento se abre um sentimento.
Ao argumento a dúvida que te corrompe.
Se eu quero voar não me basta abrir os braços.
Em um gesto singelo eu quero pairar.
Amor é a vista aqui do alto.
O sol no horizonte que parece esfriar,
no céu já aquece corações.
As pétalas de rosa aqui são mais leves.
O azul do firmamento já perde sua tristeza
vindo o amarelo do fogo queimando todo seu anil.
E eu fico em paz.
Mas não é isso.
No seu vazio encontro a falta que se faz
do tempo que se fecha
e não posso chorar tanto
quanto esta tempestade.
Se você soubesse a força dos ventos
Lutaria junto a mim.
Mas não...
Você será mais forte que estas tormentas
e quando realçar sua paz
ficará bem,
Voando ao pôr-do-sol
que com sua beleza
fará lamentar mais um dia que se acaba.

(Bruno Tadeu Lopes-18.07.2007)

Nenhum comentário :